Google+ Followers

domingo, 25 de setembro de 2011

POEMA ROMÂNTICO

Hoje uma cidade inteira
gritou o teu nome.
Nas avenidas desertas
os cães uivaram a tua ausência.

Ninguém saiu para comprar o pão,
na casa todos aguardavam
as notícias nos matutinos.

Bancos de praças
desapareceram
sob o escombro das folhas
nesse outono precipitado.

Nuvens descarregaram
um odor violento,
ouro e prata derreteram,
não mais se ouvia o som da música.

Uma saudade danada
partiu os potes da vizinha,
uma fúria de poeira
avisava que não mais vinhas.

Os pássaros fizeram à solo
sua rota secreta sobre o planeta.
-O amor não mora mais aqui.

Guardou-me um resto de chuva
com que enchíamos os nossos barquinhos.
Nada mais eu disse.

O amor é tão forte,
na falta dele
todas as palavras tornam-se
impossíveis.